Junte-se a nós!Se você gosta de nerdices, geek, otaku, cult e etc!

Quadrinhos em Cordel | A Marvel e suas Guerras Civis

O Quadrinhos em Cordel é uma coluna semanal do NERDestinos exclusiva para quadrinhos. Textos novos todos os sábados.

iron civil war

É de conhecimento geral dos nerds de todo o mundo que Guerra Civil foi uma das maiores sagas da história da Marvel, um momento único na cronologia do universo da Casa das Ideias nos quadrinhos onde toda a legião de heróis se dividiu em dois por motivos políticos e ideológicos, que levaram a uma total alteração do status quo da editora e que refletiu em diversos tie-ins, prólogos e também nas revistas solo dos heróis.

Lá atrás em 2006, quando Mark Millar assinou a primeira edição de Guerra Civil, jamais se imaginava no tamanho sucesso da saga e que posteriormente ela se tornaria base para uma das mais grandiosas obras da Marvel Studios nos cinemas, Capitão América: Guerra Civil. Mas aconteceu. E além das telonas, uma Guerra Civil chega aos quadrinhos novamente. 

Já falamos aqui no NERDestinos sobre Guerra Civil II de forma aprofundada, explicando o mote da saga e a posição de cada herói na trama, por isso agora chegou a hora de compararmos alguns aspectos das três guerras civis que a Marvel já nos presenciou. Ou seja, haverão SPOILERS de Guerra Civil, seus tie-ins, e de Capitão América: Guerra Civil.

Guerra Civil (2006-07)

civil-war-feat

Motivado por uma explosão acidental promovida pelos Novos Guerreiros que levou à morte de mais de 600 crianças em Stanford, Connecticut, o Homem de Ferro lidera um grupo de heróis em apoio ao registro dos super-heróis, ou seja, que cada um que quiser atuar como um vigilante precisa ser registrado perante ao governo que terá suas informações pessoais, de familiares, entre outros.

Do outro lado, o Capitão América lidera um grupo de resistência contra o registro dos super-heróis. Embora lamente o ocorrido em Stanford, o Capitão e sua frente defendem a liberdade e a privacidade dos heróis afinal muitos que ali estão têm identidades secretas. Isso faz com que Steve Rogers se torne um procurado pela SHIELD, porém continua atuando a favor da população mesmo fora da lei.

Outra figura de destaque da Guerra Civil é o Homem-Aranha. De início, o garoto é convencido por Tony Stark a ser o grande garoto-propaganda do ato de registro, revelando sua identidade secreta em cadeia nacional. Porém, após a morte do Golias, Peter Parker começa a repensar se está do lado certo. Depois de apanhar para dos Novos Thunderbolts, o Justiceiro salva Peter e ele se une aos Vingadores Secretos.

Após muita resistência, o Capitão América finalmente cede às vontades de Tony Stark, porém é baleado e morto a caminho do tribunal onde seria julgado por todos os seus atos fora da lei. A minissérie da Guerra Civil tem roteiro de Mark Millar e artes de Steve McNiven.

Capitão América: Guerra Civil (2016)

160331023722190757

Como o próprio nome sugere, Capitão América: Guerra Civil é, apesar da quantidade de heróis envolvidos, um filme do Capitão América. Utilizando como base a obra dos quadrinhos, o filme divide os heróis devido ao Tratado de Sokovia, um documento aprovado pela ONU que determina que os Vingadores só devem atuar quando o governo exigir suas participações.

Steve Rogers já não estava de acordo com o tratado no começo e assumiu uma postura de oposição ainda maior quando os Vingadores pró-tratado quiseram deter Bucky Barnes, amigo de infância de Steve, mais conhecido posteriormente como Soldado Invernal, acusado de praticar um atentado terrorista na sede da ONU durante o evento de confirmação do tratado.

A verdade é que o Barão Zemo havia arquitetado tudo. Ele, como queria destruir os Vingadores mas não tinha munição nem empoderamento físico para enfrentá-los, criou um plano para que eles se destruíssem entre si. Aqui, o Homem-Aranha não é um divisor de águas na trama, sendo utilizado apenas como uma carta na manga do Tony Stark ao enfrentar o Cap e seus aliados na Alemanha.

Logicamente que, como uma adaptação, o filme não se mantém fiel por completo à obra dos quadrinhos, porém sua essência está ali e tudo se encaixa bem com o que é estabelecido no Universo Cinematográfico Marvel até então. A direção de Capitão América: Guerra Civil é dos irmãos Anthony e Joe Russo.

Guerra Civil II (2016-)

civil-war-ii

Aproveitando a onda do hype do filme, a Marvel vai lançar no mês que vem a primeira edição de Guerra Civil II, mas ao contrário do que o nome sugere, ela não é uma continuação da primeira Guerra Civil, muito menos é mais um embate entre Capitão América e Homem de Ferro. É sim uma nova divisão dos heróis que promete mudar novamente o status quo da editora, mas dessa vez de outra forma.

Agora não é o registro dos heróis que está em jogo, o que coloca os heróis uns contra os outros é o trabalho de um inumano chamado Ulysses. Com poder de prever o futuro, os heróis veem no inumano uma ferramenta para combater criminosos de uma forma mais eficiente, porém eles divergem em relação à sua atuação.

O sempre polêmico Homem de Ferro e seus aliados querem aproveitar o poder de Ulysses para pegarem os criminosos o quanto antes, logo após o crime ser cometido. Porém, a Capitã Marvel e sua equipe defendem que os criminosos sejam presos antes mesmo de cometerem os crimes previstos pelo inumano, uma atitude errônea para Tony Stark por conta de sua desconfiança em relação às intenções do inumano.

A decisão de tirar o Capitão América dos holofotes e colocar a Capitã Marvel faz muito sentido levando em consideração a nova linha editorial da Marvel e tendo em mente que a heroína vai ganhar um filme solo nos próximos anos e precisa ir ganhando popularidade aos poucos. No atual universo Marvel, na Terra Prime, temos dois Homens-Aranha (Peter Parker e Miles Morales) e dois Capitães América (Steve Rogers e Sam Wilson), chegou a hora de ver cada lado da Guerra Civil com um Homem-Aranha e um Capitão América para chamarem de seus.

A edição 0 da minissérie principal da Guerra Civil II sai no dia 18 de maio nos Estados Unidos e deve se estender até o ano que vem. O roteiro e artes estão por conta de Brian Michael Bendis e David Marquez, atuais autores da revista Invincible Iron Man.

capcivilwar
Da esquerda para direita, Capitão América em Guerra Civil, em Capitão América: Guerra Civil e os dois Capitães de Guerra Civil II

Chegou a hora de você, amigo leitor, deixar sua opinião. Para você, qual das três é a melhor Guerra Civil? O filme fez jus à saga dos quadrinhos de 2006? Está ansioso para Guerra Civil II? Comente abaixo!