Junte-se a nós!Se você gosta de nerdices, geek, otaku, cult e etc!

Dragão Brasil | A maior revista nacional de RPG está de volta

dragao-brasil-112
A capa da Dragão Brasil 112.

No começo tudo não passou de uma brincadeira, mas os fãs levaram (muito) à sério.

A Dragão Brasil (DB), na década de 90, a mais popular — e porque não MAIOR — revista nacional de RPG. A publicação chegou ao fim em 2009, na edição 111, até que surgiu como brincadeira uma capa da “edição 112” com as chamadas adaptando a série “Stranger Things”, da Netflix, para o sistema da casa, o 3D&T, e o Demogorgon para Tormenta RPG. A edição foi distrubuída  neste link.

Empolgados com a euforia dos fãs a Jambo logo lançou a revista com as matérias da capa, marcando aí a ressurreição da DB, até então apenas para atender o apelo dos saudosos fãs. Na primeira página onde fica o editorial, a equipe original, composta por Marcelo Cassaro, Rogério Saladino e J.M. Trevisan, o “Trio Tormenta”, demonstram a sua estranheza.

“Nós da Dragão estamos acostumados com coisas estranhas desde sempre. Dados estranhos, jogos estranhos, monstros estranhos (até gente olhando estranho enquanto jogávamos, não é mesmo?). Mas acho que nem nós estávamos preparados para a coisa mais estranha de todos: a saudade dos fãs.”

Dentro dela uma diagramação que remete à década em que era sucesso, com direito a imagens em preto e branco, anúncios de catálogo para pedir edições pelo Correio e fontes toscas utilizadas na época. No final da revista há uma declaração sobre a continuidade da Dragão Brasil, para dizer se ela retornaria às bancas ou não eles responderam com a frase mais utilizada pelo Cassaro, “Hoje não!”. Fazem um breve retrospecto do que estiveram e estão fazendo do fim da DB até hoje e ainda sobrou um espaço para um recado do Trevisan.

Mas a história fica mais interessante agora: devido ao enorme sucesso desta mini-edição nostálgica a Jambo resolveu iniciar um financiamento coletivo visando o retorno da Dragão Brasil como a conhecemos. E lançaram até um trailer (veja abaixo) para divulgar.

A nova Dragão Brasil está em financiamento coletivo pela apoia.se/dragaobrasil ao custo mínimo de R$ 7,00 para quem participar agora. Cada edição terá 50 páginas e, dependendo de como vai o financiamento isso poderá aumentar (mas nunca diminuir), e com uma periodicidade mensal, sempre na segunda quarta-feira de cada mês.

E não é só isso, além do Trio Tormenta, a Dragão Brasil terá a participação de Gustavo Brauner, Leonel Caldela e Guilherme Dei Svaldi, o que eles chamam de “Trio Tormenta Ultimate”. Também poderão participar os apoiadores com contribuição de R$ 20,00, mas apenas escolhendo matérias e sugerindo, o que não garante que algo realmente vá para a revista.

A capa da nova Dragão Brasil já está pronta e a nova edição está com data marcada para o dia 9 de novembro.

Via apoia.se/dragaobrasil.